helio_para_sobre.jpg

Hélio Pellegrino nasceu em Minas Gerais e estudou arquitetura na Universidade Santa Úrsula, Rio de Janeiro, onde também foi professor por três anos. O arquiteto, considerado também artista plástico, artesão e designer, combina arquitetura com artesanato e pintura, criando ambientes harmônicos onde tetos, pisos e paredes se transformam em objetos de arte. Entre seus projetos, estão os restaurantes Porcão, Tabaco & Cia e Cafeína.

Amante e frequentador há mais de trinta anos de Búzios, litoral do Rio de Janeiro, assina diversos projetos do balneáreio. Hélio participou da estruturação arquitetônica da cidade, sendo de sua autoria projetos como o hotel de luxo Pérola, os restaurantes Boom, Pátio Havana e Don Juan, além de diversas residências particulares. Seus projetos de design incluem lustres, luminárias, móveis, pisos e painéis.

Adepto da sofisticada elegância de materiais reciclados e reutilizados, faz uso de madeiras de demolição, garrafas, pedaços de vidro, ladrilho hidráulico e muito barro, pedra e cimento, para desenvolver mosaicos nos chãos e paredes de suas obras. O arquiteto prefere o reuso de materiais e considera esta sua contribuição para o futuro e valorização do planeta.

Essa ideologia rendeu-lhe uma homenagem no Galpão das Artes Helio G Pellegrino, que usa o conceito de reaproveitamento para transformar refugos em obras de artes. Convidado a fazer parte do projeto, Helio adorou a ideia e pintou o painel do lugar, dedicando-o às artes urbanas, além de sugerir uma roda de capoeira. No Galpão, nada se perde, tudo se transforma.

Ao fazer um projeto, Hélio busca espelhar a alma da pessoa que vive na casa, dizendo ser a casa, o avesso de seu morador. Acredita que a arquitetura é uma metodologia da materialização e está presente em todas as atividades, sendo responsável por traduzir o homem no seu tempo e espaço. Atualmente, a família Pellegrino atua também no ramo imobiliário, comprando apartamentos que precisam de modificações, reformando-os e revendendo-os a partir da valorização, estando seu escritório localizado na Gávea.

"Eu faço arquitetura para exercer o que eu considero a única justificativa para a nossa passagem nesta terra, que é o encontro com o outro. Como a vida é a arte do encontro, eu faço a minha Arquitetura a minha arte do encontro também."

- Hélio Pellegrino